terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Coisas que procuramos



Procuramos por tantas coisas...
Tantos gestos e até por tantas pessoas.
Não é que estamos perdidos,
A verdade é que de nossos pequenos sonhos nada pode ser esquecido.

Procuramos nunca mais errar...
Ou simplesmente não repetir velhos erros.
Estamos a procura...
Dentre as melodias...A mais bela.
Dentre todas as cores...A mais singela
Dos perfumes...A melhor fragrância.
Da saudade...A menor distancia.
Para a poesia...A palavra perfeita
Para a dor...O menor sofrimento.
Com a queda...Um novo conhecimento.
Nas dificuldades...A fé.
Dos sonhos mais impossíveis...Uma realidade.
Das pessoas a nossa volta queremos pelo menos a sinceridade.
De nossos olhos...Que eles jamais se iludam com a vaidade.
Do amor...
Nem precisa ser o maior ou o mais belo de todos, mais que seja simplesmente o mais sincero, mais que seja simplesmente eterno.
Que seja o mais puro e verdadeiro, e que jamais se torne algo passageiro.
Da vida...
Apenas a chance de poder vivê-la, agradecendo sempre e a cada instante a Deus.
De poder olhar a nossa volta e saber que se têm motivos para sorrir.

(Alessandra Almeida)

2 comentários:

Rogério Rezende disse...

Alessandra,
Adorei esta poesia, parece com algo que está no coração, no inconsciente coletivo, mas ninguém consegue exprimir, até que aparece alguém e tira o véu. Você escreve bonito, é bonita, é escritora. Já escrevi dois livros. Um Legalista no Éden e República do Tacape. O último foi com paciência, sangue, suor e dor. Sonha, escreve e luta. Um beijo.

Alessandra Almeida disse...

Olá Rogério.
Fiquei muito feliz por vc ter gostado da minha poesia,
São os comentários e elogios de pessoas como vc que me dão
Mais alegria e força pra continuar postando meus textos.
Muito obrigado e seja sempre bem vindo ao meu blog.
Bjo.