quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Vamos...

Vamos viver e esquecer pelo menos um pouco destas angústias que nos perseguem dia a dia  e por um instante nem seja breve vamos voltar a sonhar como crianças...
Vamos parar de ficar esperando do outro lado da rua vamos atravessar e começar a enfrentar a vida mesmo que ela não seja  lá das mais belas...
Vamos fingir que o hoje é o ultimo dia e vamos nos entregar sem medo àquelas simples e profundas coisas que nos completam e fazem com que nossas vidas não se tornem vazias...
 Vamos nos libertar desses nós na garganta e vamos parar de depositar nossas esperanças no outro, vivamos primeiro as nossas ansiedades e sonhos depois vêm outro e pra um dia querer o outro antes devemos ser um ...
É bom algumas vezes sentir medo isso nos protege, mas melhor ainda é sentir coisas que nos fazem ir além desses medos, que nos tornam fortes mesmo quando estamos fracos e caídos e mesmo quando os nossos semblantes estiverem tristes e sombrios ainda assim haverá uma luz...
Entretanto querer a luz é uma escolha, é uma questão opção!


E as pessoas gentis são doces como sorvete e a presença delas me acalmam e me envolvem com tamanha delicadeza, suas palavras são sutis e suas expressões tranquilas... Gentileza, gentileza coisa boa essa que não se encontra mais por aí em qualquer mesa!

(Alessandra Almeida)

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Dor na Alma


E é incrível como essa dor que o afeta deveria ser só dele, mas agora também chega até mim...
É estranho sentir-se de certa forma incompetente diante de uma realidade da qual estou cada vez menos presente;
 E às vezes vem esse grito louco de dentro mim querendo te socorrer, mas então vejo que já esta quase tarde, pois estou lidando com uma alma masoquista e que já até gosta da dor que lhe persegue, enquanto eu querendo lhe trazer gotas de felicidade das quais ele rejeita, das quais ele acredita não precisar e prefere ficar preso neste escuro que lhe sufoca e às vezes também sufoca os que estão ao seu redor, neste medo de que toda essa dor o domine por inteiro, enquanto eu não passo de uma simples espectadora desse triste filme!

(Alessandra Almeida) 





“... Quando o que era difícil se torna impossível Deus começa a agir, ele abre sempre uma porta onde não há saídas e o impossível faz acontecer...”.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Em busca do ouro


Ele buscava o ouro de tolo e todos os dias cavava insensatamente em busca dele;
 E todos os dias ele envelhecia nessa procura, e todos os dias suas articulações se desgastavam e seus ossos estavam mais fracos e todos os dias ele caminhava rumo a sua velhice, e João se esqueceu de viver para si e acabou vivendo em função do ouro e quando o encontrou já era tarde de mais para poder aproveitá-lo e João poderia até ter deixado sua riqueza para seus filhos, porém João não teve tempo de construir nada, nada além da sua ganância louca e cega pelo ouro escondido... 
Hoje João é apenas um velho doente cercado pelo ouro que ao mesmo tempo que lhe enriqueceu também levou as melhores coisas de sua vida embora, hoje nem com todo o dinheiro do mundo João voltara no tempo, pois o tempo para ele já se foi.  Hoje ele um apenas uma alma pobre com a riqueza de um tolo.


(Alessandra Almeida) 

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Imagem



É só uma imagem que roubou minha atenção que me prende a uma infância que nem foi minha. Uma imagem qualquer, um momento que alguém cria e faz o filme de algo puro e silencioso que viveu e fez questão de registrar em alguma memória, verso ou melodia que marcou os que viram os que ouviram e os que leram e hoje me marca, pois também tive a infância dos sonhos de menina do interior!


(Alessandra Almeida)

A importância de ser única


Seja mais, viva mais, aproveite mais e não tenha medo que as pessoas te conquistem pelo simples de fato de serem quem são....
 E algumas vezes, (não todas) abandone totalmente seus medos ou receios a respeito dos perigos da vida e veja que é prioridade ser feliz, e se não for mude suas prioridades, não tenha medo de sentir as coisas novas e mais ainda de abandonar as coisas velhas, renove-se todos os dias e renove também seu olhar com relação às pessoas que te cercam, dê a sua vida a devida importância que ela tem e importe-se com quem se importa contigo, e se você perceber que está muito à frente então é hora de dar uma pausa;

Nunca se esqueça que você é uma joia nas mãos de Deus e não pode aceitar ser tratado como algo menos valioso que isso, por alguém que não sabe o tamanho do seu caráter ou dos seus planos, a nossa vida é preciosa demais para perdermos tempo chorando, lamentando e  se arrependendo;


Esteja disposta a estar com alguém que compartilhe dos seus sonhos e te ajude nas lutas, aquele alguém que te cativa com os olhos, que conversa com as expressões de seu rosto e que sofre só de pensar na possibilidade de te perder, alguém sabe do seu valor e não tem medo de demonstrá-lo e jamais te trocaria por outro valor qualquer, alguém que por mais que não tenha o seu sangue você sente ligado a ele como se ele já fosse da sua família, e essa família é a que Deus nos dá pelo amor de uns com os outros... 

Esteja com alguém que tenha a juventude e a maturidade que te faltam para viver e não espere que ele te complete, mas espere que Deus complete aos dois e acrescente em cada um mais amor para seguir em frente apesar das dificuldades. Aquele alguém que de várias formas te aproxime de Deus e com isso te traga a paz que você precisa.
Deixe de sofrer pelos problemas que ainda nem existem e esteja de braços abertos para as oportunidades afinal elas são únicas e você também é única e então se ame o suficiente para estar com alguém que também saiba do seu valor.  




(Alessandra Almeida)

"  Muita dessas coisas escrevi pensando em você Ana !"

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Porque eu não posso perder a minha essência...
Porque pode ser que isso até me mate aos poucos 
(embora eu saiba que me faz viver), 
Porém não posso fugir de mim...
E às vezes eu até fujo de quem quer me transformar e daquilo que me impede de viver a minha própria originalidade, porém de mim mesma é impossível fugir, pois tenho essência própria e sei o seu valor.



(Alessandra Almeida) 

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Uma boa conversa fiada


E algumas vezes você espera que as pessoas a sua volta te entendam...
E elas até te ouvem, porém não escutam e no fim você percebe que não consegue nem falar.
E você espera que as pessoas que você ama sejam suas amigas e no fundo algumas até acham que são, mas você sabe mais sobre isso do que elas e sabe quais realmente são.
E às vezes você espera que os outros supram uma solidão que é sua e algumas pessoas até se esforçam para isso e algumas até conseguem, já outras nem percebem o quanto isso é importante para você.
E você espera tantas coisas dos outros sem antes perceber que precisa esperar isso de você, que precisa de intimidade com Deus.

Pessoas maduras atraem mentes maduras e sofrem diante de atitudes infantis, preparo requer tempo e pessoas preparadas geram frutos de sabedoria.

E todo mundo quer uma conversa fiada naquela hora inusitada que lhes faça sorrir, nada marcado ou programado, sem interesses demasiados além do de sentir as coisas que de se existir.


(Alessandra Almeida) 

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Viver o novo


E agente vai vivendo o novo... E novo nos encanta... Nos fascina e nos liberta...
E vamos sentindo o gosto do novo em nossas línguas e a sua energia em nossas veias, e muitas vezes até temos medo de que o novo deixe de ser novo e se torne repetitivo, e vamos nos entregando as sensações que podem até nos ferir e quando cautela está se soltando de nossas mãos a sensatez com seus pequenos dedos  puxa-nos  de volta para a realidade....
E às vezes ser real dói, dói demais para acreditarmos...
 E vamos alimentando cada vez menos o sonho louco que o novo nos proporcionou e é aí que a velhice começa a nos invadir. 
Viver o novo não depende de idade, depende de nós. Vamos à novidade de vida de cada dia, vamos reforçar o amor os antigos amores e vamos deixar em malas velhas o medo que nos impede de seguir... 
E assim seguiremos em frente e nem mesmo as limitações de nossas mentes irá nos impedir.


(Alessandra Almeida)

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

E aí?


Aí você acorda e percebe que esperou demais... Que eram planos demais, promessas demais, e as ações de menos...

Aí você para e percebe que o tempo passou e você está quase mesmo lugar, e no mesmo instante você também percebe que seu paladar pessoal tornou-se muito mais apurado e nesse mesmo instante se deu conta que de alguma forma você cresceu.

E você também percebe o quanto o dinheiro, ou melhor, a falta dele, muda os rumos de uma vida, e percebe também como ele muda o caráter de algumas pessoas.

E as coisas que você percebe são cada vez maiores, porque a sua visão com o passar dos anos passa a ser mais interior e menos aparência.

E você vai vivendo seus princípios e vai se assustando com a falta de princípio dos outros, e vai vendo as pessoas chutarem seus próprios castelos de areia e depois colocarem a culpa de tudo nos outros.

E com o passar do tempo você vai ser tornando mais razão e menos sentimento, e aprende que sua vida também é uma balança, e percebe que só vale apena colocar nela aquilo que não vai te pesar.

E você vai percebendo que desde que o mundo é mundo os homens ficam cegos em função de sua confiança em carros e cavalos, e mais loucos ainda os que seguem estes “confiantes”.

E você acorda e percebe que o mundo se preocupa sim com a sua vida, mas intenção deles não é ajudá-lo.
E você descobre que em Servir a Deus você só tem a ganhar e deixar de servi-lo, isso sim, trata-se de uma grande perda.

E uma das muitas coisas que você vai percebendo é que o amor se mostra aos poucos nas suas atitudes diante das atitudes do outro.

E você vai percebendo que sabe mais do que sabia, mais ainda assim, não sabe quase nada.



(Alessandra Almeida)

segunda-feira, 29 de julho de 2013

E fizeram-me um rascunho, e ele continha o meu nome...
E tinha um pouco sonho e um pouco de amor, uma grande dose de coragem, algumas colheres de loucura, um pouco de razão e uma grande dose de sensatez... Enfim nele tinha muito de mim;
E ele tinha tons cor de rosa no ar, e um cheiro leve e bem suave de flor;
Fizeram pra mim um rascunho, que foi aos pouquinhos se tornando palavra, frase e hoje já é verso.
E o verso não acabou!

(Alessandra Almeida)

sexta-feira, 26 de julho de 2013


“Há momentos que as palavras não resolvem”.

Até amenizam dores, até suavizam as situações, até acalmam o coração, até confortam a mente, mas não resolvem!
Procuramos todos os dias muito além das palavras.


“Se buscares a minha face ao invés das minhas mãos, se orares uns pelos outros e não por coisas vãs, então os ouvirei e vos perdoarei, sararei a terra e suas feridas e me levantarei para os defender, defenderei o povo que leva o meu nome”
   (Expressão vocal).

quarta-feira, 24 de julho de 2013

O Veneno


Quando você prova do veneno seus nervos se agitam, seu corpo se aquece, você faz coisas vãs que sua mente esquece...

Quando você prova do veneno toda a sua água seca, e sua garganta grita por socorro...

Quando você prova do veneno os primeiros instantes são doces e quentes, mas em seguida torna-se fria e vazia a tua mente.

Quando você prova do veneno seu sorriso é tão breve que logo é engolido pelo choro, você aos poucos vai percebendo que as cores que você gostava estão se tornando cinzas, e as pessoas que você amava vão indo embora e a sua criança interior cresce e vira um alguém sombrio, e os seus risos não tem mais o mesmo vigor e pureza,  aos poucos seus planos vão sendo substituídos por essa capa de tristeza, da qual o veneno criou.

Aos poucos você se torna pouco, nesse mundo louco, que o veneno te roubou, e somente os ventos acolhem o coração que o veneno derrotou.

Liberte-se de tudo aquilo que te envenena!


(Alessandra Almeida)

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Uma dívida histórica


Eu me perdi da alegria incessante que produz um grito inexistente na garganta de tanta gente que não quis me ouvir...
Eu me perdi da caneta e do lápis, do amor aos planos, daquele velho quadro e do giz, eu me perdi porque o meu tempo não me permitiu ser um aprendiz.
Eu me perdi num sopro leve e na desvantagem fiquei para trás, eu me perdi dos contos literários e dos cálculos, eu me perdi de tanto conhecimento que era pra ser meu, e hoje faço parte de uma classe que a sociedade mais parece que esqueceu, e hoje tem gente querendo me encontrar em cotas ou em bolsas sociais, limitando minhas capacidades por meio de pontes desiguais.
Eu me perdi dos sonhos, das ilusões e daquela segurança que era pra ser minha... Eu me perdi de ser mais crítico, de ser aquele que mais questionava, agora estou a viver uma vida que eu mesmo não esperava. E toda essa perdição fala de uma prática aliada à teoria o que para mim cada vez mais esta virando uma utopia.
Eu podia ter sido astronauta, médico ou até aviador, mas sem menosprezar a profissão meu currículo e minhas condições só me levam a ser professor.
Eu me perdi de rir mais, de criticar mais, de sonhar mais, e tudo porque a sociedade nos deixa tão limitados, dentro de um mundo onde o povo já está condicionado a ser o eterno trabalhador, onde a pobreza intelectual é tão grande quanto a material, em uma disputa onde não há vencedor.


(Alessandra Almeida)

domingo, 7 de julho de 2013

...

Agente leva tanto tempo para construir um sonho, para alimenta-lo, para se apoiar nas bases de uma felicidade que esta baseada naquilo que queremos ter;
Passamos horas e dias perdendo o tempo com pensamentos e palavras que nem foram proferidas...
 Agente rabisca naquela fina linha do imaginário e escreve  coisas ingênuas e belas, agente vive o comecinho daquelas pontadas de emoção, daquela falta de ar seguida de uma falta de palavras;
 No entanto para perder este sonho basta um simples segundo, um piscar de olhos, que se passa em uma velocidade quase que imperceptível, mas que deixa a lembrança latente em nossas mentes, daquele sonho, daqueles sorrisos sinceros, dos objetivos nem tão distantes que deslizavam por nossos pensamentos. Aqueles sonhos um tanto quanto inconstantes que foram ficando para trás naquele simples piscar de olhos que nos impediu de ver a força do vento os levar!

(Alessandra Almeida)

terça-feira, 2 de julho de 2013

Um sonho

Uma casinha com uma biblioteca no quintal, algumas árvores em volta e além do silêncio um tempinho pra ler qualquer coisa que não seja por obrigação, que seja simplesmente pelo prazer da boa leitura. 

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Qual o seu valor?

"Há quem não vale 1 centavo a há quem vale mais do que o mundo pode oferecer.  A moeda é a mesma, o que muda são os valores." (Anônimo) 


domingo, 23 de junho de 2013

Te querer

Me arrisco nesse teu querer que me leva aos pouquinhos pra longe de mim...
Que faz com que eu caminhe nessa ponte de perigo e mesmo assim me sinta leve...
Jogo-me nas tuas meias sílabas, nessas tuas frases curtas e nesse teu olhar envergonhado de quem consegue o que quer...
Às vezes eu paro e penso nos perigos que a tua presença me causa e concluo a sua ausência é um perigo ainda maior...
 Estou mergulhando de cabeça nesse sentimento e isso às vezes me dá medo, pois ainda não sei nadar,mas estou segurando a sua mão e espero sinceramente que você não a solte, afinal esperei muito tempo por você.

(Alessandra Almeida)


Vamos Pra Rua Brasil


Resumo do que Dilma disse:

- Não sabia que vocês queriam que investisse em serviços públicos. Vamos investir!
- Sobre o transporte, vamos melhorar.
- Sobre a educação, vamos pegar todo o dinheiro do petróleo.
- Sobre a saúde, vamos importa...r médicos e tá tudo certo.
- Sobre a segurança, porra, tá ótima, nem preciso comentar.
- Sobre os estádios, o dinheiro do estádio do Corinthians brotou da terra.
- Pra finalizar, a manifestação tá bonita, o vandalismo tá feio... não expulsem a FIFA daqui..
 
 
Diante de um discurso como esse fica claro os vários motivos pelo qual o povo brasileiro está reivindicando os seus direitos.
 

terça-feira, 18 de junho de 2013

Se meu povo orar- Expressão Vocal

video
Amei a entrevista do grupo e mais ainda o louvor!

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Gotas de Sol


Gotas de Sol respingam na minha face e eu acordo feliz, mais um dia feliz, com a aquela sensação de ter rejuvenescido muitos anos...

O dia está quente, porém algumas vezes eu ainda sinto frio, existem muitas pessoas ao meu redor, porém algumas vezes eu ainda me sinto só, até que essas gotas de Sol vêm e me banham com um sorriso quente e acolhedor que me leva pra algum lugar melhor, pra qualquer casinha que suporte grandes doses de emoção, de verdade e também de historia, que tenha janelas coloridas e paredes brancas, que acolha em seus braços meus sentimos sendo eles os mais fúteis ou os mais sofredores possíveis.

Já escolhi o meu caminho e estou trilhando-o a cada segundo que se passa,

Não estou perdendo minha essência, mais tenho acrescentado novos perfumes ao meu cotidiano, tenho feito de certas feridas minhas motivações, e de algumas fraquezas minhas resistências... Tenho me entregue um pouco mais ao presente e deixado alguns planos nos cantos, talvez eu esteja preste a acordar, mas prefiro não pensar nisso e viver mais um pouco dos dias alegres, das gotas de Sol, dos bens e dos sonhos aos quais eu ainda não alcancei dos prazeres imaginários, e desse coração ao qual eu acrescento pouco a pouco mais coragem para seguir.


(Alessandra Almeida)

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Carícias



Às vezes eu me entrego há uma enxurrada de sentimentos e palavras fortes,
Mas logo depois me perco de sono e fico nas meias sílabas,
 Troco um montão de frases bonitas por qualquer sorriso e caricia que me ganhe, que me traga de volta para o mundo dos sonhos e do inatingível, para a barreira do meu limite e de até onde posso chegar...
 Na verdade eu gosto dessas coisas,
Dessas coisas que me deixam por um tempo a sorrir sozinha, mesmo que eu pareça estar ouvindo os outros estou ouvindo apenas a mim mesma, inerte e flutuante na alegria do simples gosto aventureiro, onde eu queria mais de mim mesma além de um imaginário não tão distante.

(Alessandra Almeida) 

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Manutenção







Todos os dias conhecemos pessoas aprendemos a amá-las a e apesar disso nem sempre é o suficiente para convivermos com suas diferenças e defeitos, é como eu sempre digo o sentimento é apenas uma gota d’água dentro de um copo e para preenchê-lo é necessário diversas outras coisas, como companheirismo, respeito, compreensão, confiança...
Tantas e tantas coisas que auxiliam na manutenção e na preservação do sentimento.
Conhecer uma pessoa, gostar de uma pessoa e querer estar perto dela não é assim tão difícil se comparado a enfrentar a bagagem de conceitos que ela traz consigo e conciliar os pontos de vista dela com os seus.
Muita gente fica obcecada pela outra pessoa, ou pior ainda, vive em função da outra pessoa e acabam esquecendo a essência do que é sentimento ou ainda pior do que é liberdade de expressão.

Cada pessoa procura encontrar no seu relacionamento estar realizado de alguma forma e quando passa a não enxergar essa realização como esperava se frustra, e devido a essa frustração acaba se tornando infeliz e fazendo o outro infeliz.
Todos nos temos planos materiais e sentimentais e existe um determinado tempo para nossa realização em cada um desses aspectos, porém algumas vezes acabamos nos encantando por pessoas que estão vivenciando uma fase diferente da nossa e quando não se encontra uma maneira de conciliar os projetos e sonhos, cada um puxa para o seu lado e a corda acaba arrebentando.

(Alessandra Almeida)





(Este texto vai para minha amiga Janyne, pelo fato de que eu já havia o escrito há muito tempo e nem lembrava mais, e ontem ela o publicou e fez com que eu me recordasse... sucesso amiga.)



quarta-feira, 17 de abril de 2013


(....)
"Nada existe de mais difícil que entregar-se ao instante.
Esta dificuldade é dor humana.
É nossa.
Eu me entrego em palavras..."

Clarice Lispector 

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Felicidade Rara


Todos os dias da forma mais dura possível descubro que felicidade não está em um lugar ou mesmo na realização de um objetivo esperado...
Felicidade é algo precioso, raro e muitas vezes difícil de ser alcançado.
No decorrer de nossa existência fazemos planos, projetos e metas, mas logo no inicio da nossa juventude descobrimos que os planos e mesmo os sonhos mudam constantemente pois a cada instante nos também mudamos, algumas vezes traçamos caminhos que utopicamente vemos como felizes, mas logo que começamos a percorrê-los percebemos que a essência da felicidade é algo muito acima do nosso fugaz imaginário, muitas vezes em gestos simples, atitudes pequenas, em algo tão insignificante a primeira vista.

Às vezes até me esqueço o porquê de gostar tanto de escrever, mas quando tudo parece desabar ao meu lado encontro nas palavras um calmante, um ouvido apenas ouvinte, uma boca muda, um bando de frases soltas, algumas vezes até sem sentido e mais pobres do que necessário, porém com um grande poder de me acalmar, de falar das coisas presas à minha garganta, de me aproximar a Deus.

Em tempos de infância nosso coração tem uma cor diferente talvez azul celeste, quem saiba, quando nos tornamos adultos os nossos corações passam a enxergar tantas coisas e sentir tantas dores que vão escurecendo aos poucos, adquirindo uma maturidade um pouco forçada, sob pressão e sofrimento, algumas vezes esse coração se prende a uma nostalgia capaz de alegrar e matar ao mesmo tempo e também aprende que as palavras doces e os olhares sinceros acabam sendo atropelados por um capitalismo e uma falta de amor típico do mundo...
Nosso coração aprende tantas coisas, mais de todas as que eu encontrei, a única capaz de consolar, proteger e amar incondicionalmente foi o amor de Deus!

(Alessandra Almeida)

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Sintomas


Quando se olha para alguém e tudo em volta parece ser simples e fácil;
Quando se olha para alguém e tudo fica mais alegre, e as mãos se mechem sem parar, e o coração bate em um ritmo freneticamente mais empolgado, as cores tornam-se mais reluzentes, e o tempo perde o seu ritmo;
Quando se olha para alguém e somente a reciprocidade do olhar é suficiente para suprir as palavras.
Quando os olhares e as atitudes conversarem com o outro, quando as barreiras querem ser rompidas, e quando todos os obstáculos querem cair por terra...
Quando uma noite sem sono é pouco...
Quando toda essa felicidade te abater...
Pode ser que seja amor, paixão ou simplesmente uma fantasia precisando ser alimentada.

 (Alessandra Almeida)


“Eu gosto de olhos que sorriem, de gestos que se desculpam, de toques que sabem conversar e de silêncios que se declaram.”

Machado de Assis

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Algumas vezes é melhor não conhecer uma pessoa pela forma como ela tratou do seu próprio passado,
mas sim pela forma como ira lhe tratar no presente!

(Alessandra Almeida)

quinta-feira, 28 de março de 2013

Palavras de uma reprimida



Hoje, mas do que em outros dias falarei sem medos ou freios, sem amarras, de forma franca, das expressões as quais eu mesma não conseguirei expressar, explicar o indecifrável.

“As palavras de um reprimido existem, e ecoam em algum lugar no qual elas merecem ser ouvidas:
Dentro de si próprio;
Até que um dia elas criam asas e voam, e quando elas voam partem maduras e capazes de se firmarem, mesmo que haja milhares de outras ideias contrárias ao seu redor”.

Um dia conheci um jovem, no meio de tantos outros poderia ser apenas mais um...
Mas não,ele era diferente.
 Embora de suas palavras jorrassem contos engraçados havia no seu olhar uma faísca de tristeza um tanto escondida atrás de algumas paredes de filosofia e inteligência...
Esse jovem apesar de ser jovem carregava milhares de anos nas costas, carregava uma experiência de vida  triste e também  sabedoria de ancião.
 Embora sua vontade compulsiva pelo conhecimento me aproxime da sua amizade, algumas vezes também o afasta de mim.
Um dia percebi, aliás, talvez já houvesse percebido antes e não queria enxergar, que este jovem tem a incrível capacidade de ver o lado escuro tudo e todos, inclusive o meu, apesar disso não posso desistir de ao menos tentar lhe mostrar o lado iluminado das pessoas, não posso, por que quando me proponho a ser amiga não sou aos pedaços, ou sou toda ou não sou!
Existe uma razão incrustada naquele olhar, e o que eu posso fazer a respeito....? Nada, além  de orar e esperar que um dia ele veja além do escuro o lado colorido, o lado bobo, alegre, infantil e utópico da vida, diante disso surge a pergunta: Será que isso existe nesta vida? Se existir estou correndo atrás, caso contrário ainda estarei em busca de tudo isso para outra vida;
Espero:
Um olhar mais feliz
Que consigamos correr 15 km;
As piadas de faltar o folego;
Tirar o coco da tapioca até chorar de rir;
E espero que a razão da sua ciência e a certeza da minha fé não abalem os tantos motivos pelas quais a nossa amizade se firmou...
Ao meu amigo Jovem.

(Alessandra Almeida)

quarta-feira, 27 de março de 2013

O Normal de Ser Diferente



Ser diferente é normal, anormal é achar que em função das suas diferenças todos devem lhe tratar de uma forma especial ou melhor que os outros... Pare de achar que tudo gira em torno de suas escolhas, vivemos em uma sociedade de diferentes, cada um com gostos, religiões, vestimentas e classes sociais diferentes, você não precisa necessariamente colocar uma melancia na cabeça para que todos te observem, você é um ser único e autentico, não existe ninguém igual a você e isso já o torna o especial, dotado de capacidades e limitações, cabe a você defini-las como impedimentos ou motivações.
Seja quem você é a sociedade não precisa que você escreva na sua testa aquilo que te agrada, pois, as pessoas que realmente importam “as que te amam é claro”, essas elas sim perceberam, mesmo que você não seja rico ou bonito, já o restante o próprio nome diz é resto não vai acrescentar em nada na sua vida, pelo contrário vai ser desperdício.
Não exponha muito da sua vida  de seu coração e de seus sentimentos ao vento, pois, ele voa sem direção e com isso pode jogar seus sentimentos no lixo.

(Alessandra Almeida)